Um site que não é lá.

Resenha | O Vencedor

3

Boxe é um tema recorrente no cinema, é sempre bom ver uma boa luta coreografada numa tela grande né? E vos digo, se voce cresceu assistindo Rocky, vai vibrar com O Vencedor

O longa, baseado em fatos reais, conta a história de 2 irmãos, um ex-boxeador decadente viciado em crack (Christian Bale), que vive das glórias passadas, e seu irmão mais novo, um talento promissor. Definitivamente  o nosso velho Batman rouba a cena. Depois de ter perdido  uns 20 kg (que devem ter sido encontratos pelo Mark Wahlberg, o maluco tá forte pra cacete). Saca aquele coadjuvante que você quer ver o tempo todo? Que faz mais pro filme do que o protagonista? Assim foi Bale no O Vencedor, que já rendeu um Globo de Ouro e uma indicação ao Oscar por melhor ator coadjuvante.

Quanto ao filme, as coreografias de luta eu não curti muito, achei meio fake bem longe da cinematografia que era o Rocky, mas no quesito emoção não sei se fica devendo muito não. A fotografia colaborou DEMAIS  nas lutas, dando um aspecto de anos 90 pras transmissões. A história é aquela típica americana, que o  mestre Sly sabe muito bem contar, redenção e volta por cima. Mas até um estereótipo meio batido, quando bem feito e bem produzido resulta num filmão!

Vale lembrar também que a bela Melissa Leo manda bem pacas, interpretando o interesse romântico do protagonista. Destaque pros irmãos na qual a história foi baseada, que aparecem nos créditos, reforçando ainda mais o quesito “emoção”.

  • A crítica foi muito boa, foi tudo que eu achei do filme, boa história, lutas ruins, atuação monstro do Christian Bale…
    Uma pequena correção se não se importar: a Melissa Leo não é o interesse romântico do protagonista e sim a mãe dele…

  • Sthefany

    Fiquei tão angustiada com o Mark Wahlberg perdendo as lutas, que quando ele ganhou a primeira vez depois de tanto apanhar, eu não me aguentei e gritei de tanta felicidade. Filme muito bom.