Um site que não é lá.

The Elder Scrolls Online não terá mensalidade, mas o preço é salgado

Com preços altos e muitos BUGs durante o beta, os entusiastas do gênero ficaram desanimados com o jogo. O título também está disponível para PS4 e Xbox One.
0
The Elder Scrolls Online não terá mensalidade, mas o preço é salgado

Demorou, mas o inevitável aconteceu. com preços entre U$60,00 e U$100,00 e dificuldade para acesso nas Américas e Asia, The Elder Scrolls Online dispensará a assinatura mensal a partir do dia 17 de março de 2015.

Eu joguei The Elder Scrolls Online
Tinha tudo para ser o mais épico dos MMOs, com grandes chances de quebrar o (até agora) imbatível World of Warcraft, mas logo no beta eram perceptíveis alguns problemas no jogo, primeiro sua estrutura foi feita para se jogar com consoles, sabemos que isso não é bom em MMOs RPGs e a jogabilidade não chega nem perto do aclamado Skyrim. Não tive saco nem paciência para passar do lvl 10, isso porque eu realmente queria jogar.
Com um belo tiro no pé, a Bethesda confirmou que o jogo também sairá para Ps4 e Xbox One (além de PC e MAC),  fato que percebi no beta com botões de poderes escassos e interface muito simplificada, desde o ano passado eu já sabia que o jogo seria free em breve.
Claro que paralelo a isso, seguindo o exemplo do mal administrado pela EA Games Star Wars The Old Republic, os jogadores poderão continuar pagando em troca de facilidades, gold, XP extra e outras coisinhas mais, caracterizando um Pay to Win = tiro no pé extreme!
Esta formula de compre uma vez e jogue para sempre funcionou bem com jogos MMOs coreanos e japoneses mas isso mostra apenas uma coisa, não saiu como o esperado.
Fonte: TechTudo