Um site que não é lá.

GC 20 | Efeitos e Defeitos Visuais – CGI vs Real FX – Parte A

14

“Bem vindo… ao deserto… do real!” – Morpheus, The Matrix

E com esta apresentação abrimos mais um grande coisa dividido em duas partes, desta vez falando sobre a magia por trás das grandes atrações cinematográficas envolvendo as mais variadas técnicas de pós-produção encarregada de nos iludir dentro das salas de cinema por várias décadas de existência através de computação gráfica (CGI) ou dos mais variados truques da velha guarda, precursora de tudo que conhecemos hoje em termos de efeitos visuais.

Para tal empreitada, contamos com a participação de Guizaum, Luiz Sussi, Oliver e Simão Neto ao lado do convidado Filipe Carnage diretamente do  Cerebelo na Brita e Coméquepod.

Este episódio continua no dia 15/05/2013.

Arte da VitrineGuizaum (Dica cedida por George Lucas)

Comentado na leitura de emails:

Saiba neste cast:

  • Qual gigante da internet foi um dia refém do mundo de Tron;
  • Qual clássico dos anos 80 pode se fazer com um iPhone;
  • Qual clássico de ação dos anos 90 não precisa de Oscar pois se transforma em um;
  • A revelação do Segredo do Abismo;
  • Como descobrir que agora é tudo possível nos cinemas a cada 5 minutos;
  • Qual é o único personagem ao lado de 1527 outros que podemos reconhecer somente vendo pela silhueta;
  • Facebook da Stan Winston School (Dica dos coisos… De nada!)

Para seguir no Twitter:

Mande e-mails para contato.grandecoisa@gmail.com e contato@grandecoisa.com.br não se esqueça de curtir nossa página no Facebook e assinar o feed do nosso programa, ok?!

  • Mel Stoma Godói

    Baixando e first?!!!!

    • Mel Stoma Godói

      E outra! Essa é a melhor ou a pior vitrine que já vi!!! É uma confusão de emoções! kkkkkkk

      • Mel Stoma Godói

        E outra mais! Segundo dita a mais nibre dastradições desde o Nerdrops. O first manda o “CHUPA” pros comentários a seguir então #CHUPA

  • HAHAHAHAH, eu olhei a vitrine, e fiquei confuso por aproximadamente 5segundos
    aí eu ri. Vcs são foda! =D

  • Mariana Lima

    Terminator 2 é foda…………qdo vi no cinema e fiquei encantada……era simplismente inacreditavel…………e é um filem de ação do cacete…………….mas o Terminator original……….teve um impacto muito maior………eu inclusive considero um filem de terror..eu tive pesadelos……..com esse filme….e ate hoje fico tensa qdo vejo

  • Bispo

    Putz Coisos

    Que cast foda galera, mandaram muito bem.

    Excelente solução pra concatenar tantos filmes num só cast. Tão mais que de parabéns.

  • Meu nome é Gustavo e meu irmão Guilherme. Até ai tudo bem, mas minha mãe trocar os nomes é muita falta de sacanagem.

    Não só ela, quase todas as tias trocam. Deve ser alguma doença de mulher velha. Talvez efeitos da menopausa.

  • Mariana /lima

    Sim ……….Tenho um amigo de infancia chamado guilherme e o irmao mais novo dele se chama gustavo………………..Q bruxaria é essa????

  • Olá Coisos!

    Aqui é o Roger Gelonezi, 27 anos, Programador e consultor, Valetas-SP.

    Mais um ótimo programa!

    Me lembrou de uma tirinha que vi no 4chan:
    Um dia me vestirei completamente de verde, capuz e tudo; então vou pra um estúdio de jornal e pego o cara da meteorologia por traz na porrada, pessoal de casa vai achar que ele está ficando maluco e não vão entender nada.

    Sobre dividirem o programa em duas partes, talvez fosse interessante darem um espaço de um ou dois outros programas entre eles, mas é só uma ideia.

    Até mais galera, grande abraço!

  • Ânderson Cardoso

    Pô, sacanagem ein 2 partes fugiu o padrão do GC assim não vale, só vou comentar de verdade no próximo…

  • Fala galerinha, bem bacana o episódio, um jeito diferente de falar dos efeitos especiais do filmes podendo falar praticamente de qualquer coisa. Gostei das explicações sobre os efeitos especiais principalmente de Terminator 2 e Jurassic Park.
    Senhores, muito o programa como sempre, valeu, abraço.

    Ps: eu não conhecia vocês do Dimensão Nerd, portanto piadas internas não fazem efeito comigo, seria interessante maneirar nesse quesito hehehe.

  • Acho que falta entender uma coisa, pelo que ouvi do Cast… O George Lucas não é um filmmaker, ele é um produtor. Como foi bem colocado, os filmes geraram uma produtora chamada ILM, que é uma das maiores do mundo. Eu não vejo o George Lucas como um idiota, e obvio que eu não entendi isso do que vocês falaram, mas a gente tem q lembrar que antes de cineasta, ele é um marketeiro. Esse cara gosta de ganhar dinheiro e faz isso hoje, com um pé nas costas.

    Vou dar um exemplo de dois filmes que usam CGI de uma forma que ajuda a história. Procurando Nemo e Entrevista Com O Vampiro. Em ambos os filmes, você vê CGI estupidamente estampado na sua cara, mas você não percebe. O CGI é feito, artisticamente, pra ajudar a história a ser contada. Ele é feito pra trazer a verossimidade a uma cena. É como a maquiagem num teatro. Pensem na cena do Louis sendo “vampirizado” pelo Lestat no Entrevista. Em toda a cena, você tem mudança de coloração de pele, crescimento dos dentes, o sangue sendo absorvido pela pele do Louis, mudança na cor dos olhos, cabelo, de AMBOS os personagens – o Lestat vai ficando avermelhado quando ele suga o sangue do Louis. E a gente aceita porque é VEROSSÍMIL, embora não esteja claro o porquê, a gente até assusta que tanta coisa mudou e a gente nem percebeu, e tudo feito na nossa cara!

    No Procurando Nemo, todo mundo acha linda a textura the pele dos peixes, o brilho dos corais e elementos no mar, mas ninguém lembra de uma coisa que está CONSTANTEMENTE emulada no filme, mas ninguém percebe… a textura do mar. A atmosfera convence que o filme acontece dentro do oceano, claramente, e ninguém percebe. E o filme é feito inteiramente em CGI!

    Agora, voltando ao George Lucas, mesmo tendo toda essa tecnologia, quando a gente reclama de fruta voando no ar, cenários inteiros com mesas em CGI, animaizinhos felizes… Pensem no seguinte… Trabalhar com CGI é um parto. Pense no fator the luz refletir em todos os lugares. Ponha por exemplo, um pedaço de papel vermelho numa mesa e ponha sua mão a um palmo de distância do papel, e você vai ver que embora de leve, sua mão fica avermelhada pela reflexão the luz. Agora imaginem uma sala INTEIRA feita em CGI… Imaginem os atores naquele mundo verde/azul berrante, com aqueles vestidos e roupas complicadas com brilhantes e diferentes tipos de textura, tendo que não só substituir um personagem em cgi, mas um mundo inteiro. Você tem que trabalhar a iluminação em torno dos personagens de uma forma que convença não só que eles estão interagindo, mas que também convença que o lugar em que eles estão é verossímil, especialmente em planetas de vulcão ou mundos fluorescentes…

    Agora, por quê todo esse trabalho? Star Wars é uma franquia. E como em toda franquia, ninguém faz as coisas simplesmente pelo prazer de fazer. Claro que isso existe, mas eu duvido que eles tirariam o bumbum the cadeira, se não fossem lucrar milhões com isso. MAS, pensem comigo. Por quê lucrar milhões só com um filme, se eu posso vender minha produtora. Percebam que muito filme fora the direção do George Lucas tem a assinatura the ILM. O que quero dizer, meus amigos, é que Star Wars não foi feito daquele jeito, porque era a vontade artística do Georjão, mas porque ele queria mostrar pra TODO MUNDO que eles conseguem fazer QUALQUER COISA em CGI, independente de tamanho, cor, perspectiva, ou situação. E que coisa melhor pra isso, do que uma franquia que por pior que seja o filme, a gente vai voltar de qualquer jeito pra assistir? Porque duvido que se a gente souber que, sei lá, o Obi Wan vai ressuscitar jovem e ter um beijo gay com o CAPITÃO KIRK no próximo SW, a gente vá deixar de assistir. A gente só quer saber mesmo de duelo de Sabre de Luz. :p Mesmo que seja pra malhar o filme, a gente ainda vai pagar o ingresso pelo benefício the dúvida, só pra ver o filme no cinema.

    Não sei se isso é bom ou ruim, pessoalmente fico em cima do muro, pois de um lado eu amo a mitologia criada por ele e odiaria ver um filme mal contado, como não gostei dos eps. I e II, mas de outro, o cara sabe ganhar dinheiro.

    • Gostei muto the seu comentário,
      Nuncatinha pensado no fator auto-promoção the Star Wars para a produtora, mas ainda acredito que se colocado nas mãos the um bom roteirista, a trilogia nova tinha muito potencial the epicidade.

      Grande abraço.

  • Vitor Urubatan

    Nessa cena da luta entre os exterminadores tem também uma parte que o Arnold dá um soco na cara do T1000 e o rosto do oponente se torna a mão dele. Muito foda terminator 2.