Um site que não é lá.

GC 38 | Filmes para suar os olhos

E neste episódio eis que os coisos mostram seu lado mais vulnerável quando se trata de filmes emocionantes e tristes que mais lhe marcaram na vida.
17
GC 38 | Filmes para suar os olhos

E neste episódio eis que os coisos mostram seu lado mais vulnerável quando se trata de filmes emocionantes e tristes que mais lhe marcaram na vida. Para esta lacrimosa tarefa foram convocados Alan PoLLar, Guizaum, Luíz Sussi e Oliver Perez para dissertarem o que mais os fragilizam quando se deparam com momentos de grande emoção representados em tela.

Saiba neste Cast:

  • Que se emociona com filmes que não lembra;
  • Quem quase foi expulso de uma sala de cinema por chorar alto;
  •  Como medir o nível de sensibilidade dos membros do GC durante o programa;
  • Quais os animais preferidos do gênero;
  • Como deixar seu dia mais depressivo com trilhas de filmes tristes;

Filmes Comentados:

Mencionado:

Encontro Marcado (Meet Joe Black) (cena do acidente)

Para seguir no Twitter:

Mande e-mails para contato.grandecoisa@gmail.com e contato@grandecoisa.com.br e lembre-se de curtir nossa página no Facebook, nosso canal no Youtube e é claro, assinar o feed do nosso programa.

 

 

  • Opa, legal esse tema. To baixando! (Faltou citar Toy Story 3 e os primeiros minutos de UP! Admito que esses filmes me deixaram fortemente abalado (Pra não dizer chorando como uma menininha).) Outros filmes que podem ou não ser emocionantes são os dramas protagonizados pelo Jim Carrey: Mundo de Andy e Brilho Eterno de Uma Mente sem Lembranças (Aliás este último é meu filme favorito). Outro filme que é impressionantemente tocante é Mais Estranho que a Ficção (Sim, Will Ferrel num dos melhores papéis de sua vida! Recomendo muito este filme!).

    Hahaha, post mais elaborado do que simplesmente “Primeiro!” ^^
    Depois de ouvir o cast, eu vou ver se consigo mandar e-mail! Abração, coisos!

    • FrankCastle

      Brilho Eterno de Uma Mente sem Lembranças e Mais Estranho que a Ficção são muito bons mesmo! Esse último preciso reassistir, o mais legal é ver o Dustin Hoffman trabalhando como salva vidas na beira da piscina de um clube, sentando lendo seus livros devidamente cobertos com plástico (para não molhar), hahaha. A narrativa dele é muito boa também, bem suave.

  • Caraca , o Sckazinski é muito ninja véi .
    Vo baixar pra ouvir .

  • Se ja da vergonha rir no meio do povo ao ouvir por ai, imagine chorar… CHORAR!!! meudeus… Eu chorei só de ouvir e relembrar os filmes, isso ouvindo.. chorando no meio da rua… sem comentários… ¬¬”
    De resto, mto bom e obrigado pela vergonha alheia… Continuem assim…rs

  • Porra, nunca vi o Pra Sempre ao seu lado mas me emocionei só de falarem do filme. =)
    .
    As cenas finais de Marley & Eu e Os Miseráveis me fizeram chorar feito criança perdida. No caso do Marley & Eu era eu chorando agarrado com minha cachorrinha. Filme incrível.

  • Stamos Aki Dioio

    Não! Não! Não! Não! Sempre ao seu lado é covardia seus FDPs sniff COVARDES!!!

  • FrankCastle

    Parabéns galera por mais este cast!

    Alguns que recomendo (não necessariamente de suar pelos olhos, mas que tem momentos bem emocionantes):

    – Brother: A Máfia Japonesa Yakuza em Los Angeles. Do Takeshi Kitano, mas como o título já entrega, se passa nos EUA. Tem momentos violentos, outros bem cômicos… mas o final é foda, ele define porque o filme se chama “Brother”.

    – Gênio Indomável… bem, não tem o que falar, se não assistiu, assista!

    – Era Uma Vez No Oeste. Foda demais, Charles Bronson provavelmente em seu melhor papel, sutilezas e frases que são de arrepiar, principalmente em 2 momentos (quando ele está ajudando na construção da ferrovia) e no final, quando sabemos o “porquê” da gaita.

    – Carruagens de Fogo. Nem lembro direito da história, mas o momento alto do filme é quando um dos protagonista, um cristão que é corredor está participando das Olimpíadas e se recusa a disputar uma prova no Domingo. Nem sou religioso, mas é bem legal no filme ver como o personagem se mantém fiel às suas convicções.

    – … Por último, mas não menos importante: RAMBO, First Blood, o primeiro filme da franquia de 1982. Hoje, depois de tantas continuações, action figures e até desenho animado fica meio difícil de levar a sério. Mas a fala do Rambo no final do filme é bem emocionante (mesmo sabendo que, no fundo, se trata provavelmente de mais uma propaganda do Exército dos EUA

  • Vocês citaram ótimos filmes emocionantes. Confesso que o discurso do Rocky causa arrepios, pois é tão simples, mas tão verdade. Além do Rcoky 6, preciso rever A Lista de Schinfdler urgentemente.

    Vou indicar um filme e contar uma rápida história (é do mesmo diretor do Herói e Clã das Adagas Voadoras):

    http://www.imdb.com/title/tt0235060/?ref_=nm_flmg_dr_14

    Recomendei esse filme pra um amigo. Ok, ele viu 40 minutos do filme, parou e me disse: “Ah, que filminho chato, historinha boba, blá blá blá”.
    “Insista até o final, vai por mim”, disse eu.
    No dia seguinte ele me diz: “Ok, vi mais 20 minutos, só que desisti de novo”.
    “Cara, você parou no ponto-chave. Persista, só mais um pouco”.
    No mesmo dia, ele me manda mensagem”Po cara, que filme foda, chorei no final”.
    =D

  • Caraca que tema de podcast. Parabéns de novo.

    Na vibe do “Eu sou a lenda”, eu ainda incluiria “A procura da felicidade” – baseado na estória real, o que faz qualquer drama mais angustiante, e “Sete vidas” – que é desses filmes que deixa a gente refletindo por um bom tempo.

    Faltou também “Centopéia Humana”, que faz a gente chorar sangue depois de arrancar os olhos.

  • Cadê O Rei Leão??!

    • Eduardo Saavedra

      Overrated.
      (Polemiquinha)

  • Filipe MacLeod

    Mais um cast irado… o foda foi ter percebido que só não chorei nos filmes que não havia visto, dos que vi da lista de vcs, todos sem tirar um, me fizeram chorar!
    Parabéns por mais um podcast sensacional.

  • Elvis Rocha

    Srs. Coisos,

    Sobre a Espera de um Milagre, acho que este é um filme que não da para ser assistido sem que os olhos suem, mesmo que por um breve momento, sendo merecidamente mencionado neste cast.

  • (com atraso) venho dizer que chorei com 110% das indicações de vocês mesmo não ter assistido os filmes do episódio, só com a narração das cenas.

    deixaria uma menções honrosas que me descabelei de chorar (em ordem de sequência de intensidade), é o filme: Tudo Acontece em Elizabethtown, Stardust, Amor a Toda Prova, Mar de Fogo (excelente lembrança Oliver), Gattaga, Sinais, Gravidade, Man of Steel (o começo é foda), Ponyo, Um sonho de liberdade !

    e não sei pq me emociono foda….. com filmes com cenas de luta cinematográficas estilo chineses voandos com cordas e tosquera mesmo…

  • Vitor Urubatan


    SPOILERS ABAIXO.

    Vou listar alguns filmes aqui que me lembro.

    O Sol é para Todos (1962)

    Conta a história de um advogado que defende um homem negro acusado injustamente por estupro.

    O advogado no filme trabalha em um caso árduo onde quase toda a população racista negligencia o peso da acusação contra o inocente.
    Há uma parte do filme em que praticamente todos que estão no tribunal acompanhando o caso são negros. A sessão daquele dia termina e o advogado já cansado da pressão do caso, sai humilde de cabeça baixa.
    Um velho homem negro então chama atenção da criança do advogado falando “Fique de pé”. Ai a criança olha a em dúvida e pergunta o porque. Ai o velho olha para ele e diz “Por que seu pai está passando”.
    Sem perceber o advogado anda cansado até a saída do tribunal quando todos os presentes ficam de pé e em silêncio.



    Coração Valente.

    Na cena que Wallace é torturado. A tortura se estende por muito tempo e até a população local que no inicio está xingando e gritando, passa a ter dó do cara.
    E chorei muito quando ele grita “LIIIBEEERDAAAAAADE!”. Eu era novo quando assisti, mas cara eu não me aguentava de chorar. Muito foda.



    Cemitério dos Vagalumes.

    Esse filme assisti recentemente, é um filme fantástico e bem feito. Um trabalho de animação dos estúdios Ghibli. Conta a história dos irmãos sobrevivendo no Japão pós guerra. É uma história muito triste, mas que me fez chorar mesmo agora macaco velho como uma criança na cena em que a pequenina irmã do protagonista morre.

  • Keera Moon

    Nem sei se vocês vão ver esse comentário, esses filmes são os meus filmes para chorar:
    O Campeão;
    Corcel Negro;
    Todos os filmes da Lassie, pra manter os caninos no tema;
    Philadelfia, a cidade, não cream cheese.
    O início da animação UP – Altas Aventuras
    O óleo de Lorenzo.
    Tem mais mas não lembro agora,

    • A Pixar no geral arrebenta com o coração da gente. O UP faz a gente rir e chorar num intervalo de segundos.