Um site que não é lá.

GC 62 | Clássicos dos Games – Parte A

27

Apertem START, amiguinhos! Vamos falar de games!

Soprando a poeira dos cartuchos, Allan Pollar, Guizaum, Oliver Perez e Simão Neto destrincham suas memórias m busca de jogos eletrônicos clássicos que fizeram a cabeça da galera desde a década de 80. Gráficos limitados, jogabilidade fisicamente debilitante, e muito exercício de imaginação eram o arroz com feijão das diversões digitais relatadas neste cast, lembrando que precisamos dividir o programa em duas partes devido ao grande número de games citados neste episódio.

SAIBA NESTE EPISÓDIO

  • Qual carro parece uma aranha;
  • Finais de jogos que a gente pensava que não tinham final;
  • Que jogo estimulou a venda de controles;
  • Quem precisa lavar a bunda antes de falar do Super Nintendo;
  • Como os amigos podem ser desgraçados na hora de jogar videogame;
  • E muito mais!

 COMENTADO NOS EMAILS

BAIXE O .ZIP DESTE EPISÓDIO ASSINE O FEED DO GRANDE COISA ASSINE PELO ITUNES

MANDE UM E-MAIL CURTA A FANPAGE PARTICIPE DO GRUPO ASSINE O CANAL SIGA NO TWITTER

GAMES COMENTADOS NESTE CAST

  • PNC DO ISCAZINSQUI

  • isso que da ser educado…sofre bullying 🙁

  • Sckazinski

    É ISSO AÍ, PNC DO ISCAZINSQUI!

    (Ainda bem que não sou eu, eu sou Sckazinski. =D)

    • ah vah! jurava que era daquele jeito que “inscrevia”

    • Sckazinski, Strabinski, Natasha Kinski, dá tudo na mesma rapá.

  • Sean D. Jr

    O correto é River RÁIDI gente. Não destruam mais minhas lembranças 😉

    • HUahuahua pois é, tanto que eu falei RÁIDI algumas vezes depois.

  • Elton John

    vocês desistiram mesmo das qualidades alternativas, amigos?
    eu sei que devia ser um trampo danado procês, mas me ajudava bastante desde que me mudei e estou usando 3G da Tim. Abraços.

    • Oliver

      Oi Elton (John)

      O problema nunca foi o trabalho, se dependesse da gente, faríamos de tudo para agradar a todos acredite. O que acontece é que precisamos poupar espaço noservidor, pois não temos o mesmo volume disponível de antes, que diga-se de passagem nunca tivemos, pois o servidor “ilimitado” vendido pela Hostgator se “esgotava” e isso nos custou mais de um mês fora do ar. Espero que tenha outras opções de baixar nossos programas Elton (Em casa ou no trabalho) mas infelizmente por hora não temos por onde recorrer.

  • Horror eterno meus caros!

    Vocês não falaram do MSX, uma pena. Mas no mais, um excelente episódio como sempre.

    • Falamos apenas dos consoles e games que nós tivemos =(
      Não falo pelos outros, mas eu nunca tive esse Pense-Bem bombado aí.

      • Pense-bem? Lave a língua! MSX era o canal do sucesso.

    • Oliver

      Yie Ar Kung Fu, era o único que joguei no MSX

      • MSX era muito superior aos concorrentes de época porque tinha mais RAM. Se não me engano o HotBit (uma das versões brasileiras) tinha poderosos 64KB!

        EDIT: A versão gringa tinha 80KB!!

        http://pt.wikipedia.org/wiki/MSX

  • Vocês falaram de jogos que joguei muito com o meu irmão, o Exumador lá do Podtrash.

    Esconde-esconde no Atari… Contra no Bit System (Phantom System era coisa de playba)… Tartarugas Ninja, River-raid e por aí vai.

    Coisas que nunca esqueci:

    – Prender as fitas do Bit System com uma faca de pão, pois a mola de encaixe sempre quebrava (este console era um clone do NES japonês, então você colocava a fita, baixava e ela travava no lugar)
    – Desemcapar os fios do cachimbo para TV do ATARI. Aquelas mini-garras sempre quebravam e desemcapávamos o fio por isso.
    – “Cima, cima, baixo, baixo, esquerda, direita, esquerda, direta, B, A, select, start”
    – “Baixo, R, cima L, Y, B, X, A”.

    • Eu me lembro do macete pra jogar com o Eyedol do Killer Instinct do Super Nintendo: Segura pra frente, L, R, X, B, Y, A.

  • Radoc Lobo

    Achou que faltou vcs falarem de jogos de computador, que são paralelos às gerações de consoles.

    Mas sou fã mesmo do Mega Drive. Até hoje tem gente que fala que X é melhor q Y, mas para mim, o melhor videogame é o q voce mais jogou. simples assim.
    O que me faz preferir mega drive foi pq era o que eu mais jogava, e eu gostava muito mais de Street of rage do q Final Fight, por exemplo.
    O grande problema do mega, é que quase todas suas franquias morreram com ele.

  • Marcio Castro

    Boa noite senhores, acabei de descobir o cast de vcs e comecei a baixa os que acredito serem interresantes.

    Otimo episodio sobre nostalgia de games, ate o momento que escrevo esse comentaio somente tive um supe nintendo e atualmente estou quebrando o galho com um ps2, minha missão é compra um PS3 ate dezembro.

    Desses games que foram comentados o mais classico que eu vi foi o esconde-esconde, que nunca joguei apenas via os outros jogarem.

    Ja perdi muito tempo com vcs, desejo sucesso nas carreiras e muita sexo na vida dos senhores, espero pela segunda parte ansioso aqui.

    • pollar

      Grande Marcio! Espero que esteja gostando dos episódios que baixou e volte para mais!

      Obrigado pelos votos e que eles se apliquem a você também, cara!

      Abraço!

  • Mirian Giuliana

    Que episódio nostalgico!
    Na minha cidade não tinha locadora com jogos, emprestavamos dos amigos.
    Meu pai trouxe alguns que comprou no Paraguai.
    Tinha um pro SNES que era todo em japonês e não sei o nome até hoje. Era de um homem das cavernas e eu achava super difícil, nunca passei mais que duas fases.

    • Seria esse aqui?

      • Mirian Giuliana

        Era esse aqui! Exatamente essa capa!

      • pollar

        Joe & Mac. Passei muito tempo jogando isso com meu irmão.

  • Edson Costa

    Que música é essa que toca em Tetris?!?!?! Muito massa!

  • Vitor Urubatan

    Meu velho era dono de uma locadora de games, então felizmente (ou não) tive a oportunidade de jogar a grande maioria dos jogos citados.
    Eu desde moleque adorava vídeo game e por conta dessa paixão eu criava jogos de RPG para jogar com a molecada da escola e tudo mais.

    Hoje luto para fazer e acontecer um estúdio de jogos independentes.

    Bom difícil escolher um jogo favorito, mas um jogo que gosto até hoje de jogar é o Street Of Rage 2. Que para mim tem a melhor trilha sonora dos 16 bits ever.
    Sei que o mega drive era inferior nesse quesito que o próprio snes, mas SOR2 me ensinou a gostar de música eletrônica, jogos beat em up e toda essa cultura meio cyberpunk que tinha muito nos filmes dos anos 80. (Apesar de pertencer aos anos 90)

    Rss curti muito o cast de vocês, agora passarei a acompanhar tal trabalho.