Um site que não é lá.

GC 65 | A corrupção nossa de cada dia

Segure seu terno, pois falaremos sobre este mundo sujo e cheio de criminosos que é o da corrupção nossa de cada dia.
74

 Espere o torrent baixar, pois este episódio vai levar um tempinho a mais do seu dia!

Sentado de terno e gravata, em um ambiente repleto de questões morais, bandeiras e malotes de dinheiro, Allan Pollar, Guizaum, Oliver Perez, Simão Neto, Doug Lira e Cosme Magalhães  falam sobre este mundo sujo e cheio de criminosos que é o da corrupção. Mas não pense que você escapará dessa vez, apontando os dedos praqueles malditos engravatados da capital e gritando que não aguenta mais o que eles fazem com o povo brasileiro. Vamos falar das pequenas corrupções do nosso dia-a-dia, que todos nós praticamos sem dó, piedade ou sequer vergonha na cara. Pois ninguém é imune a ser corrompido e antes de apontarmos o que “eles” fazem de errado, vamos olhar o que a gente pode melhorar.

Este episódio foi inspirado na campanha “Pequenas Corrupções – Diga não!” da CGU – Controladoria Geral da União.

SAIBA NESTE EPISÓDIO SOBRE CORRUPÇÃO

  • Qual o principal motivo de sermos tão corruptos e sempre querer passar a perna na primeira oportunidade;
  • Porque achamos certos atos de corrupção menores que outros;
  • Somos imunes a corrupção?
  • Um crime anula outro?
  • Velhos tem mais que se ferrar (não ouçam o que o Pollar prega)?

OUÇA PARA COMPLEMENTAR

 

BAIXE O .ZIP DESTE EPISÓDIO ASSINE O FEED DO GRANDE COISA ASSINE PELO ITUNES

MANDE UM E-MAIL CURTA A FANPAGE PARTICIPE DO GRUPO ASSINE O CANAL SIGA NO TWITTER

  • Rafael Joaquim Alves

    Esse promete, vamos ver se cumpre.

    • e tem duvidas?

      • Rafael Joaquim Alves

        Cumpriu. Grande Coisa sempre merece o voto, eu nem trocaria ele por uma cesta básica e um par de sapato(dependendo do sapato).

  • João Lucas dos Santos

    Chessus, 131.6MB de arquivo???

    Att,

    • ” Espere o torrent baixar, pois este episódio vai levar um tempinho a mais do seu dia!” não foi a toa.

  • Uma das corrupções que me deixa sempre confuso é a parada de pagar pra policia guardar. Não ouvi o cast inteiro ainda, não sei se falaram disso. Mas é aquela parada do restaurante liberar o almoço do policia/guarda pra ele ficar mais atento nas redondezas do estabelecimento. Isso acho muito louco, pq o cara ja ganha pra cuidar, mas na verdade não ganha o suficiente, e o empresario não ta dando dinheiro, sei la…fico bem confuso mesmo sabendo que sim é corrupção.

  • Hélio Carlos Cardoso

    Queria ver um cast de vocês contando como vocês se safavam quando eram pegos em corrupção e flagrante.

  • Filipe MacLeod

    Falou pessoal, vou ali me entregar pra policia… Consciência pesou…

    • A ideia é apenas para mostrar que não somos imunes a corrupção. E que ao mesmo tempo que é nossa culpa, também não é.

    • Agatha Gonçalves

      Faz sentido haha

  • Agatha Gonçalves

    Essas corrupções não são ‘visíveis’ para o brasileiro, porque desde nossa cultura nos empregou isso como vocês mesmo falaram.
    Também fico revoltada com aquele trânsito filho da mãe, da pra não falar outra coisa e vem um xucro e passa no acostamento. Da última vez que isso aconteceu, que foi domingo, andei meio a meio (meio na faixa normal e meio no acostamento).
    Só que baixar música/filmes/programas/vídeos, não tem como mais, porque todo final de semana ir no cinema não tá dando mais, sem condições.

    Ótimo podcast 🙂
    Ces são massa e prefiro o Doug aqui do que no PLN haha

    Beijos

    • Claro Agatha, tudo tem seu motivo, mas mesmo assim, não estão certos.

      • Agatha Gonçalves

        Concordo Guizaum.

    • pollar

      E a gente tbm prefere o Doug no GC. Lá ele é obrigado a ser sem graça por força de contrato…

      • Agatha Gonçalves

        hahaha tá explicado então.

        • doug

          Agatha te love you! Mas vou tentar melhorar a casa PLN, ou ao menos não ser tão retarda la hahaha, muito obrigado pelo carinho.

          • Agatha Gonçalves

            Que lindo, até o Doug veio falar cmg ♥♥♥

          • Nossa, nunca mais te respondo =(

          • Agatha Gonçalves

            haha, falei ATÉ ele. Vai me responder sim, se não, não volto uHAsuHAUHuiHs :p

          • nunca mais falo tb… opa pera nunca falei.. – bugou a matrix aqui…

          • Agatha Gonçalves

            Como assim todo mundo virando contra mim? :'(

        • Oliver Perez

          O Doug é obrigado a ser legal e engraçado aqui, afinal de contas ele ganhou “Cincão”.

          • Agatha Gonçalves

            Po, se for o caso, dou cincão pra ele ser assim lá no PLN também haha

  • Daniel Mendonça

    O CQC fez um teste de corrução com pessoas comuns em Brasília para testar o quanto o problema está em todo lugar e não apenas nos políticos.

    O resultado é surpreendente pois pessoas que olhando você não imaginaria que poderiam ser corruptas (como uma velhinha) não pensam duas vezes em ‘se dar bem’. http://www.sermelhor.com.br/espaco/escolhendo-o-seu-candidato-que-criterios-seguir.html

    Sobre a questão dos médicos um conhecido meu foi numa clínica particular e pagou para um cardiologista encaixa-lo em uma vaga de hospital público.

    A corrupção é como um vírus ou uma questão cultural?

    • Pode ser as duas coisas @danielpms:disqus. Porém não se esqueça que das centenas de políticos aqui em Brasília, apenas uns 10 são daqui, o resto veio despachado do Brasil inteiro.

    • Eu acho que eu vi essa matéria do CQC, a velha põe o celular no bolso e foda-se, sai vazada, é realmente muito triste.
      Eu realmente vejo que mudei nesse sentido, se eu achar uma parada rastreável (que dê pra achar o dono), eu farei o possível pra devolver sem empecilhos, agora se eu achar 10, 20 conto na rua morreu hehehe!!

      • Eu acho que se encontrasse documentos, celulares e tal, eu devolveria, mas dinheiro não.

      • Daniel Mendonça

        É tipo isso.

  • Ted Da Cunha

    Excelente podcast! Todo mundo deveria ouvir. Valeu pelo abraço Polar.

    Só pra complementar sobre a história de transferir os pontos na CNH, um funcionário na empresa que eu trabalho perdeu a carta por exceder os pontos.
    Em teoria teria que ficar 1 ano sem a carta pra depois conseguir ela de volta, o que ele não pode fazer pois é viajante, mas nada como pagar uns 300 reais a mais e burlar o sistema. 
    É tão lazarento a coisa que você nem precisa fazer a prova, o cara acessa o computador por team viewer e faz pra você!
    Você não tem nem o trabalho de responder as questões!
    Junta tudo isso e você entende porque o trânsito está esse caos.

    Engraçado também que geralmente essas pessoas que estacionam em lugar errado ficam extremamente agressivas quando são confrontadas, se acham na razão.
    Tem um grupo de russos que colam um adeviso gigante no parabrisa do carro de quem faz isso, tem vídeos no youtube e a coisa é bem trash, bem que podia fazer no Brasil também. X:

    • pollar

      Ideias… Ideias… Adesivo tá barato, mesmo.

    • Que doido isso ai, o cara acesso via Team Viewer, o vagabundo nem pra responder véio, é o fim da picada mesmo!

  • Colar na prova: check.
    Colar na prova na faculdade e ser pego: check.
    Chorar por nota até o último segundo, fazendo o professor dar 2 pontos a mais no trabalho para pode passar na matéria mais fudida com o professor mais corno da faculdade: check.
    Escuro TV: check. (Mas eu me defendo dessa, que o sistema não é ILEGAL, eu simplesmente comprei um aparelho e duas antenas, apontei as antenas pro céu e o aparelho libera o sinal pra eu poder usar, eu não pedi pra receber nenhum sinal na minha casa, logo o sistema é LEGAL e pode ser usado (E como falaram no episódio, NÃO É PAGO, é grátis. E não é crime, vejam o link: http://jus.com.br/forum/378420/usar-decodificador-de-tv-a-cabo-via-satelite-azbox-azamerica-e-crime
    Playstation 1 e 2, Nintendo Wii e Xbox 360 destravados: check.
    Baixar ocasionalmente jogos no torrent: check.
    Baixar músicas: check.
    Baixar filmes e séries: check.

    Meu windows é um caso a parte: comprei uma puta máquina DELL fechadinha bonita, que veio com Windows 8. Após um ano de uso, estragou a porcaria da placa mãe, e essas máquinas da DELL validam o windows pela placa mãe do computador, logo, trocando a placa por uma genérica, eu comprei um windows original que agora não posso mais usar, tudo isso pra chegar agora e estar rodando um windows sem licença original. Então eu considero o caso ok hehehe!!!

    Furar fila, estacionar na vaga de deficiente, não levantar para idosos no ônibus, ser um filho da puta no trânsito, tratar as pessoas como se fosse o dono do mundo: uncheck (com orgulho).

    Perai que estou indo ali na policia me entregar….fiquei até mal com esse programa!

    A verdade é mesmo que a gente anda tão fudido aqui no Brasil, que no fim das contas, o que pudermos fazer pra economizar qualquer quantia de dinheiro a gente tá fazendo, é triste mas infelizmente é assim!

    Muito obrigado pelo ótimo programa!

    Valeu, abraço!

    • Olha só, então o AZBox não é crime, por ser satélite, mas o “GatoNet” é, por ser via cabo?

      • Exatamente Guizão, essa é a idéia, Azbox tá lá virado pro céu e tá tudo certo, já o GatoNet tu tá decodificando o sinal da net via cabo na tua casa, e como botei no exemplo ai, tem jurisprudência hehehe.

  • Anderson Paranhos

    Estudei com um fulano na faculdade que fez 7 dps de física, toda prova ele vinha com um mega plano mirabolante pra colar, os planos eram tão absurdos e as traquitanas para executar os mesmos eram tão bem elaborados que se ele gastasse esse tempo de planejamento estudando acabava passando sem ter que colar.
    Detalhe, ele sempre ficava de dp porque o professor já sabia que ele ia tentar colar e 70% das vezes o professor pegava ele colando. O dia que que ele finalmente passou em física houve uma celebração enorme em um dos corredores da faculdade.

  • Emanuel

    Colar e passar cola é uma corrupção que eu pratico com mas maestria. Admito. Podem mandar seus processos ;-; Agora, se tem uma coisa que eu detesto, não suporto, não faço, quero matar quem faz porque é filho da puta desgraçado e eu quero que a mãe morra de hemorragia causada por amputação do dedinho do pé esquerdo é FURAR FILA. As velhas acham que padaria, loja, campanha pra vacinar o cachorro tem fila preferencial. Como tenho 17 anos elas usam de desculpa “você é novo, tá com tempo”…VELHA DE MERDA, SE VOCÊ TEM TÃO POUCO TEMPO DE VIDA, SAI DA MERDA DA FILA E VAI DAR ESSA XAVASCA CHEIA DE TEIA DE ARANHA, DESGRAÇADA INFERNAL, FEDORENTA ENSEBADA

    • Oliver Perez

      Então pense assim: Colar é o furar fila no aprendizado. =P

      • Emanuel

        Mas nessa analogia nós não podemos considerar que eu estou atrasando alguém por essa furada. Podemos dizer que eu atravessei a linha do trem ignorando os avisos de que ele estava vindo ueahuea pro trem tanto faz. Pra mim…

        • Ted Da Cunha

          Se a pessoa é velha e está aposentada(tem muitos velhos por aí que trabalham ainda), ela não tem presa pra fazer mais nada.
          Seria até bacana ter uma fila maior pra eles, assim ficam batendo papo de boa enquanto os mais jovem fazem o país ir pra frente!

          =C

          • Emanuel

            Se fosse na fila preferencial eu nem ligaria. O problema é quando eu to na padaria comprando pão pro café aqui de casa e na maior cara de pau vem alguém, geralmente idosa e de sexo feminino, me passando aos poucos como se eu não estivesse percebendo. A minha estratégia pra não esfaquear ela é gritar pro funcionário (ele sabe que a mulher passou na minha frente) “EU CHEGUEI PRIMEIRO, VOCÊ VAI ATENDER ELA PRIMEIRO?” Se a resposta for algo como “Espera só um minuto” eu vou embora mesmo.
            Teve uma vez que a mulher me passou e eu fiz essa pergunta. A moça que estava atendendo disse “Claro que não. Senhora, aguarde sua vez, por favor!” Meu, que vitória, que felicidade. Ajoelhei e apontei pra moça emocionado (mesmo que só mentalmente)

          • Eu acho que quando não tem um caixa preferencial definido, todos os caixas precisam dar preferência a idosos, grávidas e deficientes físicos, mas não tenho certeza.

          • Emanuel

            Quando a pessoa precisa mesmo, ela pede. O que me irrita é esse passar de fininho como se nada estivesse acontecendo. Não precisa disso. E aqui é uma cidade pequena/média. Nenhuma fila é tão grande que não dá pra aguentar.

        • Atravessar a linha do trem com a cancela abaixada também é errado =). E tá no código de trânsito, logo você vai aprender.

          • Emanuel

            Sim. Eu sei. O que eu quis dizer é que o maior prejudicado nesse caso sou eu

    • Isso não foi um comentário, foi uma catarse, concordo no ponto “você é novo, tem tempo” não velha, não tenho mais tempo que você que é aposentada e tem 18 horas por dia pra ficar aqui na fila do banco, deveria haver uma fila despreferencial pra velhos, fila pra aposentados, ela demora mais do que o normal haiuhaiuhaiauh

      • Emanuel

        Bastava as filas funcionarem direito :/ Curvelo – MG é conhecido por ter um atendimento ruim no comércio da cidade. Aí junta isso… Além disso, sou aluno do CEFET… Não tenho tempo nem de fazer um cocozinho :c eahueahae

  • Ótimo podcast, como sempre.
    .
    Concordo com muita coisa do que vocês falaram, discordo de outras mas respeito demais vossas opiniões.
    .
    Mas, se me for permitido apenas um apontamento pessoal, sem qualquer embasamento legal; rotular download de conteúdo cultural como corrupção é um tanto quanto pacóvio, ingênuo. Cada vez que vejo comparações como “baixar um filme é a mesma coisa que subornar um guarda” fico imaginando se podemos restringir cultura desta forma. Pensando assim, podemos imaginar várias situações:
    .
    a) Cidades pequenas que possuem apenas uma ou duas salas de cinema. Aí as duas salas resolvem passar o blockbuster do mês para faturar. A pessoa que deseja assistir um filme diferente deste que está em cartaz, que por exemplo está sendo exibido em outras cidades deve realmente ser taxada de corrupta?
    .
    b) Na mesma cidade com uma ou duas salas de cinema, só tem a fita dublada. A pessoa que deseja ver o filme com som original deve simplesmente se contentar e se privar da diversão como ela realmente deseja?
    .
    c) A pessoa que baixa um scan de livro/HQ que não foi publicado em seu país é corrupta? Será?
    .
    d) Baixar música na Internet é corrupção, mas e ouvir pelo YouTube?
    .
    e) E a classe pobre que não pode pagar os R$ 50,00 que o Neto disse ter pago em uma sessão de cinema? Estes devem se privar de assimilar cultura?
    .
    .
    Sei não, acho que o radicalismo quando se trata de cultura de uma forma geral não deve ser aplicado. Imagine se eu tivesse que correr atrás de distribuidores de todos os filmes e bandas para conhecer tudo o que já assisti e ouvi. Isso é mais um pragmatismo empresarial do que social. No meu modo de enxergar as coisas, a sociedade deveria ser regida pelo povo e não por grupos empresariais.

    • Concordo plenamente com você, a distribuição de conteúdo é uma cultura enraizada e se torna cada vez mais forte, e é claro que é tudo uma questão empresarial, já que as leis de copyright são feitas pra proteger as corporações, além de partir delas esse tipo de lobby. Ao meu ver, quer proteger seu conteúdo, que faça o máximo possível, pois a mesma quantidade de pessoas que existem para restringir um conteúdo, tem 1000x pessoas dispostas a distribui-lo. E a história dirá quem venceu esse tipo de disputa, apesar de sabermos que a cultura, uma vez semeada, não tem mais volta. Isso é um pensamento “esquerdalha” Bruno 😉

      Quanto aos pontos A, B, C e E, acho que as pessoas devem buscar o que consumir do jeito que quiser, mas tem que estar cientes, que por via de regra, atualmente é ilegal, não acho que subornar o guarda e baixa uma música tem o mesmo peso, porém, teoricamente nenhuma das duas coisas são corretas, e como eu falei, somos muito bons em falar o que os outros fazem errado, mas não o que fazemos errado. Se for seguir as regras, não tem dinheiro ou não tem onde você vive, ou fique sem ou busque meios legais de consegui-lo, mas todo mundo sabe que desde que a banda larga existe, essas barreiras se acabaram.

      Quanto ao ponto D, acho que o Youtube paga os direitos autorais das músicas que ele reproduz, ou ao menos paga um equivalente ao ECAD (só que um que funciona) pra poder tocar todas as músicas de lá sem crise, não é à toa que muitas vezes quando um usuário sobe uma música que ele ou você não possui os direitos, ele corta fora, ou tira o áudio.

      Tem um advogado falando sobre pirataria não ser crime, mesmo estando descrita no código penal.
      https://www.youtube.com/watch?v=rAE-cp7UsBk

      • Não foi um comentário com intuito político, ao menos de minha parte.
        .
        Mas eu entendo o modo de racionalizar e conseqüentemente comparar. Tudo que citei sobre a questão dos downloads, de fato são argumentos justificando algo “errado”. Mas o ponto a ser pensado é: quem é que dita o que é errado? São aqueles que são donos dos meios de distribuição e que monopolizam a soberania do conteúdo; normalmente por contratos que não beneficiam o artista. Quantas bandas já fizeram cagada em álbuns inteiros porque o produtor obseqüente ao distribuidor/estúdio não quis um confronto direto com os “donos do mercado”? Vejo isto mais por este prisma: a benesse de não fazer o download, neste caso específico é para alguém que normalmente explora o talento alheio. Colocar tudo no mesmo balaio é ignorar a ausência do cinza e pensar que tudo é preto ou branco. Isso é um assunto mais do que comparativo com outras corrupções, não acho que podemos ser simplórios.

        .
        De qualquer forma, reforço que respeito todas as opiniões. Tudo o que disse acima é meramente pessoal e não uma regra que caguei.

        • Concordo, e sim, são essas pessoas que ditam o que é certo ou errado, afinal de contas são eles lucram com vários mercados e fodem sim muitas coisas, hoje em dia vemos muito mudar, as leis são ultrapassadas, tantas bandas por exemplo com distribuição gratuita, já que todo mundo sabe que o artista não ganha bosta nenhuma com venda de CD, quem lucra é gravadora. Quantas bandas não encheram shows só com fãs que nunca sequer compraram um álbum (me incluo nessa)? Inclusive, empresas mais inteligentes (que não incluem gravadoras, nem grandes estúdios de cinema) sabem ter retorno nesse novo tipo de mercado, o de compartilhamento.

          Já pra lei, em casos isolados tem o fator de cinza, mas no geral ela tem que ser preto no branco. Não acho que fomos simplórios em fazer essas comparações, não me lembro bem, mas não sei se chegamos a falar que download pirata é o mesmo que subornar um guarda ou passar pelo acostamento, pode ser que tudo tenha entrado em um balaio só. A ideia foi mostrar que também temos nossas pequenas corrupções, umas mais danosas e outras menos, porém não podemos fingir que, perante lei “não considerar errado” não torna alguma coisa automaticamente certa.

          O caso da cultura do download pode até render um episódio exclusivo para debatermos mais esse ponto, já que como eu falei, é enraizado na nosso cotidiano.

          • Caraca, só eu ouvi mentalmente o Douglas Fricke gritando essa parte “Mas o ponto a ser pensado é: quem é que dita o que é errado? São aqueles que são donos dos meios de distribuição e que monopolizam a soberania do conteúdo; normalmente por contratos que não beneficiam o artista.”
            Realmente uma ótima discussão pessoal, vale um programa sobre o assunto!

  • To até agora me secando da mijada que tomei sobre ultrapassar pelo acostamento, apesar de ter meus motivos na vez em que fiz, depois deste cast, nunca mais farei.

    Quanto a filmes baixados na internet, isso é corrupção? sério? Jurava que era Deus colocando videos pra gente poder assistir, droga. 🙁

    Não sei qual foi a intenção na hora de fazer o cast, mas foi o tapa na cara da sociedade mais divertido que eu já vi.

    Ficou excelente, o Pollar tava inspiradíssimo, altas frases de efeito.
    A discussão sobre o voto foi bem pertinente.

    • Pô Fábio, acostamento não cara, esperava qualquer coisa de você menos isso heheheh

      • Sorry cara, mas assim, acho que vai da intenção da pessoa, não usei o acostamento me achando o fodão, malandrão,….fui praticamente obrigado 😀

        • pollar

          Dor de barriga justifica. Tá perdoado.

  • Maurício Birochi

    Episódio FODÁSTICO, rí muito. Dougue, tive uma vez um roubo de um desenho meu. Meu pai tinha uma loja em Osasco, isso mesmo lá, mas antes de ser a terra do cachorro quente.
    Eu trabalhava na loja e fiz um desenho de um porquinho vestido de Palmeirense e planejava fazer uma bandeira com ele. Mostrei para o filho do dono da loja em frente e ele fez uma cópia e mandou fazer uma bandeira, e ainda dizendo que o desenho era dele!!!! Filho da Puta de gordo!
    Fiquei puto, mostrei pra todo mundo meu desenho e acabei fazendo a tal bandeira que tenho até hoje.
    Vou ouvir o cast de novo e vou comentando mais depois.
    Um grande beijo na bunda de todos!

    • pollar

      Deu até um arrepio aqui com esse beijo na bunda! Hahahahahahahahah

      Abraços, Mau!

  • Victor Nobres

    É um tipo de corrupção eu estar escrevendo esse comentário no horário de trabalho ?? kkkkkkkk

    • Não, você faz correto e Jesus aprova!

      • pollar

        Amém

  • Diego Neves

    Doug Queixada Lira, Agregando valor à Podosfera!!!!

  • Thiago Spegiorin

    Gente, é muito textão EHAUEHUAHEUA

  • William M. Veloso

    O pessoal se empolgou para comentar aqui!!! Só texto gigante!! Como é meu primeiro comentário vou tentar ser breve… tirando a parte de direção, que ainda não dirijo, a maioria dos outros pequenos delitos eu já cometi, colar em prova, passar cola, baixar fimes/musica/programas com crack, videogames destravados e etc. Todo mundo já cometeu seu pequeno delito em alguma época da vida, por isso não podemos julgar ninguém, pois como já escutei uma vez, quando vc aponta o dedo para uma pessoa, outros 4 estão apontados para você! Fora isso como sempre um excelente cast, e o meu favorito junto com o PLN, Radiofobia e MDM, são os casts que quando aparecem no feed já estou baixando sem nem precisar ver o tema pq sei que vai ser foda! Parabéns pelo programa e espero comentar mais vezes!!

    • pollar

      Obrigado pela preferência, grande William e fico feliz que tenha entendido o espírito do cast!

      Grande abraço, seu coiso!

  • Marcio Castro

    Esse cast foi massa d+.
    Elite branca vai pra rua reclamar de corrupção porem muitos sonegam impostos, furam filhas e etc…
    O Doug queixo de t… sempre agregando valor aos cast que participa, se eu tivesse 2 cu eu dava 1 pra ele kkkkkkkkkk

  • FrankCastiglione

    Fala pessoal! Está meio difícil de acompanhar os episódios devido a trabalho e estudos, mas estão de parabéns por este episódio. Excelente discussão.

    Acredito que o Congresso é apenas um microcosmo do que é a população brasileira. Perfeita colocação: “político não cai de árvore” ou algo assim.

    Costumo ser muito caxias, mas não posso ser hipócrita: certa vez, precisei comprar um antibiótico que só era vendido mediante apresentação de receita médica. Eu tinha a receita, mas o médico se esqueceu de colocar o carimbo com CRM… Desta forma, não consegui comprar a medicação nas grandes redes. Como o médico era de um hospital público (HC) e não ficava sempre por lá, provavelmente não conseguiria outra receita a tempo. O que fiz: fui numa dessas farmácias onde “o que importa é vender” e peguei o medicamento sem maiores problemas, evitando uma complicação de saúde.

    Sobre Softwares, gosto de citar um caso que aconteceu comigo, até para despertar o interesse daquelas pessoas que são “céticas” quanto a vantagem de comprar legalmente, de pagar pelo produto. Existe um software de gerenciamento de senhas chamado 1 Password. Na época, sua versão de Windows custava US$ 49.99. Com minha cara de pau, enviei um e-mail para os desenvolvedores pedindo um cupom de desconto e me deram: 25%. Comprei o produto e agradeci, dizendo que o ideal mesmo seria uns 50% de desconto, pois a conversão do dólar para o real era bem alta (R$ 2,24 na época…), mas que isso não seria motivo para eu exigir um preço abaixo do que era cobrado por eles. Eis que me respondem novamente e dizem que fizeram um “refund” (reembolso) no PayPal de US$ 15.00! Eles não precisavam mais me convencer, eu já tinha pagado pelo produto e ainda assim, me deram esse desconto a mais!

    Outro exemplo recente é do Office 365 da Microsoft. Pela primeira vez, tenho um Office original e ele está melhor do que nunca. Você paga por uma assinatura mensal ou anual, um preço que acho justo e pode usufruir dos seguintes benefícios: acessar arquivos do Office pela Web (assim como Tablet e Celular), salvá-los na Nuvem (One Drive), não só os documentos Office, mas qualquer arquivo com espaço de armazenamento de 1 TB e ainda 60 minutos de Skype por mês para ligar para telefones fixos. Concordo que, antigamente, o preço do Office era abusivo e os pacotes menos caros, vinham com poucos recursos. Mas hoje, a M$ está com um serviço de qualidade a um preço justo.

    … Doug, eu falei que ia dar merda esse negócio de pegar ingresso de meia entrada, HAHAHA 🙂

    Teria muito mais para falar, mas não quero tomar muito o tempo de vocês e o dever me chama.

    Para finalizar, algumas sugestões para os que dizem que jogar lixo no chão gera emprego e estacionam em vagas reservadas à deficientes:

    https://www.youtube.com/watch?v=qyyUWxTbYbQ

  • Whatsapp do Costinha

    Por curiosidade, esse cinema é no Cianê ou no Cidade? E qual o banco?

  • ozochs

    Mais um podcast fodastico, ouvido 3x. Cast de primeira e Pollar OnFire. E Doug sempre sendo uma carta Coringa. Agora sobre o tema.;
    Numa avaliação bem geral, somos corruptos, ou por caráter, ou por uma necessidade do momento, já que sempre algo acaba te forçando a ter que se virar. Vide a questão do Pollar sobre ter que entregar um atestado para justificar sua ausência, onde a situação em si, já se justificava.
    Eu já trampei na Prefeitura de uma cidade aqui, e já vi coisas do arco da velha, coisas que não teriam uma justificativa do ESTAR PRECISANDO. Tipo, falta material para pintar as escolas… Porquê? Porque foram usadas para pintar a casa de algum funcionário ou vendidas.
    Um dos motivos que fui mandado embora é por não participar dos baratos-mto-loucos, logo deram um jeito de me sabotar.
    Recentemente passei por um teste. Fui ao Pronto Socorro, cheguei por volta de umas 15hs e tava lotadaço. Por ser um posto da Prefeitura que trabalhei, conhecia um povo por lá, que ao me ver já vieram me dar um oi e puxar papo e taus.
    Citado os meus motivos, não teria nem 10 min de espera. Resolvi esperar, até porque com aquela fila de espera não seria justo mesmo.
    Esperei, entre gente chiando pela demora, gente querendo chamar a policia entre ouras coisas, fiquei sendo alvo de alguns olhares, pois viam esses meus conhecidos vindo até a mim e tentando me dar exclusividade, falando como se os demais não pudessem ouvir. Uma situação mto embaraçosa.
    Não cai em tentação, fiquei com meu cel ali jogando, com dor e com meu carregador portátil, que me salvou durante ás quase 6hs e meio entre chegar e sair, e é claro, alguns olhares me seguindo , doidos para me filmarem e eu virar noticia na time line de alguém….rs.

  • Marcio Castro

    ja quero outro

  • ciromessias

    Gostei muito do episódio!!!! Parabéns Coisos.
    Eu poderia citar uma infinidade de casos sobre a corrupção nossa de cada dia.
    Mas um que me deu um certo orgulhinho, foi quando queria assistir uma peça de teatro no Centro Cultural Banco do Brasil, aqui no Rio. O ingresso custava R$10,00, portanto meia R$5. Cheguei na bilheteria e a menina me informou que custava R$5,00, no que eu disse: “mas eu pago inteira”. Então ela respondeu: “estamos vendendo meia entrada para todo mundo porque o sistema está fora do ar e já imprimimos todos os ingressos com valor de meia.”
    Me senti recebendo um life reward! hehehehe
    Abraços!

  • Rodrigo Basso

    Caraca, muito bom o episódio! Eu me identifiquei muito com a parte dos médicos, pois trabalho num órgão público e isso acontece de uma maneira descarada. Os médicos são contratados para trabalhar 8h e trabalham apenas 2h!!! E o pensamento é justamente aquele que vcs falaram: é uma casta superior que ninguém tem coragem de mexer. É muito revoltante.
    Parabéns pelo programa.

  • Marley Ferreira

    muito bom o episodio, conheci o programa através de uma publicação de doug lira e ja virei fã do site. ganharam mais um ouvinte e leitor o/

  • Vitor Urubatan

    Puts esse final foi demais.
    Guizão quase morreu sem ar hahaha!

    Eu confesso que é impossível me ausentar desses “delitos”. Não são menores nem maiores.
    Mas me forço para mudar meus hábitos.

    Eu trabalho com ilustração e certa vez houve a “oportunidade” de “comprar” uma mesa digitalizadora de cinco mil reais por apenas cem reais. Segundo o contato, as mesas haviam sido compradas e nunca foram utilizadas. Estavam jogadas em um canto da faculdade.
    E meus caros, admito que foi difícil dizer não.

    Hoje tenho uma mesa similar, um pouco mais antiga. Mas que me atende de fato. E foi pelo meu esforço que a comprei.
    Mas nem sempre foi possível lutar contra essa “cultura”, ainda mais para as “pequenas” coisas.

    E quantas “aspas” eu usei nesse pequeno texto hein rsss.

    PS (Que tem os melhores jogos de RPG):
    A raiva do Polar é genuína velho! Rsss muitas vezes me sinto da mesma maneira.