Um site que não é lá.

Depois de muito apanhar, finalmente está aqui, para encerrar o ano. Uma retrospectiva baseada no evento da VGA. Para isso reunimos com todo garbo e elegância uma equipe de luxo para comentar os ganhadores da premiação do mundo dos games! Contamos com Vivacqua, o Bardo, Kodoji o mediador, direto do Dia de Gamer temos Guilherme Costa o engenheiro e de trás do balcão da Taverna do SmokRafael Smok o bárbaro, e de volta para a alegria de todos, IraCroft!

Vídeos de Estréia:

Vídeos dos Ganhadores:

 

 

Comentados:

 

 

Siga no Twitter:

Lembrando, sugestões, imagens da semana, recados de voz, pedidos de abraços, dúvidas, recados, reclamações, elogios na nossa caixa postal: nerdrops.games@gmail.com

  • Besteves

    Baixarei com vigor. Aproveito pra saber: teremos alguma edição com os GotY de cada participantes? Seria legal pra quem perdeu um – ou mais – dos games imperdíveis desse ano!

    • Estamos pensando em fazer um listão de recomendados de cada um! Os GOTYs nós praticamente falamos nesse cast!

  • Danribeiros

    Nada melhor que um Nerdrops Game para aquecer uma semana morna.

    Vlw galera!!

    Bom fim de ano a todos da equipe nerdros e ouvintes.

    Abrs

  • Joguei Assassins Creed I, II e agora estou começando a jogar o Brotherhood.

    Vou começar pela maior crítica do jogo: a repetição. O primeiro jogo era muito repetitivo e o segundo, apesar de diminuir um pouco a dose por causa da maior quantidade de missões, também tinha um pouco do mesmo. Os troféus de busca por penas realmente foram exaustivos, principalmente num momento em que faltam 5 delas e você não sabe o que deixou passar. No Brotherhood parece que a quantidade de missões é ainda maior, o que deve diminuir a sensação de “mais do mesmo”.

    Apesar das repetições, o jogo impressiona pela sensação de “fuck yeah!” e por toda a história. A movimentação pelas cidadades, cenas de perseguição e as estratégias possíveis e necessárias para se conseguir cumprir os objetivos empolgam e criam um ótimo cenário para imersão. As missões finais do jogo exigem um pouco mais de tática, como conseguir atingir pontos sem ser notado, usar técnicas para chamar a atenção dos inimigos a pontos diferentes, entre outras coisas. É uma pena que isso foi sentido mais para o final do jogo (AC 2), mas foi possível sentir o desafio.

    As lutas realmente não são super dinâmicas, mas há momentos no jogo em que é possível ver mais de um ataque acontecendo. É uma sensação aparente, já que um outro ataque acontece quando você já fez um comando de contra-ataque que permite que outro adversário inicie um golpe. No Brotherhood as lutas são ainda melhores (e o “fuck yeah!” ainda maior) já que é possível encadear finalizações desde que se consiga combinar os golpes nos adversários certos. As finalizações são bem impresisonantes.

    Se for comparar com God of War (ok, comparação absurda, mas, calma) ele pode não ter os vários inimigos atacando ao mesmo tempo, mas o Kratos tem um sistema tosco de defesa e não tem nada como contra ataque. Então há um “tradeoff” entre os sistemas de lutas e acredito que AC tenha bons ganhos.

    O que parece ter atrapalhado um pouco o Brotherhood foi ter criado critérios para se atingir 100% do sincronismo dentro das missões. Por exemplo, adicionar tempo máximo para terminar um objetivo ou exigir que a morte de um general seja feita jogando ele em um determinado lugar é chato e exige que se repita a missão algumas vezes.

    Com erros a acertos comuns a todos os jogos, acho que a série é muito boa e vem melhorando cada vez mais. A experiência das lutas, corridas entre as cidades e outros aspectos são cada vez melhores e permitem aos jogadores mais perfeccionistas obterem vantagens durante o jogo. Com o modo multiplayer as vantagens passam a fazer diferenças nas lutas.

    Enfim, acho Assassins Creed foda. 🙂

    • Guilherme Costa

      É esse tipo de comentário que realmente paga todas as horas que temos de trabalho gravando e editando o cast.

      Argumentos centrados e concisos sobre o que a gente falou no cast sobre AC em geral (e até bem maldosamente, assumindo aqui uma mea culpa), e que ajudam a mostrar o lado de quem gosta e curte o game.

      Em concordo com boas partes do que foi dito, até porque o que me irritou em AC foi a repetição, o combate e mais alguns outros detalhes que não valem ser colocados aqui. Mas a sua opinião foi realmente um convite ao debate, e me fazer lembrar que eu me diverti bastante durante o jogo. Pena que não deu certo no final, mas valeu enquanto durou.

      Parabéns, vc me faz ter orgulho em gostar, criticar, elogiar e comentar sobre games. Decoração!

      E obrigado pelo comentário!!!

      • Guilherme Costa

        Eu juro que quis dizer “de coração”, e não decoração…

        Eu Fail!

      • Obrigado pelo comentário e a contraparte do Guilherme!

        É por isso que fazemos casts, pra gerar opiniões, se um dia eu for o dono da verdade absoluta no mundo dos games, o mundo dos games estará perdido!

        Gosto quando discordam, e gosto de provocar discórdia, pois daí vem todo tipo de opinião, inclusive as boas como essa!

      • Bem, o primeiro jogo dessa geração que tive contato foi justamente o Assassins Creed no Xbox 360, e gostei bastante desse primeiro contato que tive com o jogo, tanto que quando comprei o meu PS3, logo de cara o comprei.
        Sinceramente? Até confesso que estava gostando do jogo nas primeiras horas por todo o conjunto: visual, jogabilidade, som; mas depois que o jogo começou a se tornar repetitivo, aí tudo desandou, perdeu completamente a graça e o fator diversão foi pro ralo.
        Agora, jogando Assassins Cred II, que encontrei numa locadora aqui perto de casa, achei válida a oportunidade de dar uma checada no jogo como se fosse uma espécie de Demo prolongada, até mesmo porque o que eu tinha visto do jogo na internet havia me agradado, e a promessa de que as principais reclamações do primeiro jogo seriam corrigidas nessa segunda versão, já valeriam o teste.

        Preciso dizer, ainda não avancei muito na história, mas fica bem claro que dessa vez eles tiveram todo o cuidado com a imersão do jogador na história contada, vc começa a fazer parte do meio afetivo do personagem, e quando determinada ação acontece, vc consegue compreender as motivações do Ézio pro que ele faz.
        Até então tenho gostado do estou vendo, a jogabilidade está mais leve, os gráficos apesar de medianos, não decepcionam, o texto desenvolvido pros personagens é interessante.

        Com assassin’s Creed II tenho tido a mesma sensação de quando joguei Batman AA, fico ansioso pra chegar em casa e jogar um pouco mais e mais, quando vou ver já tá de madrugada e tenho que desligar…

        Quanto a quem ficou decepcionado com o primeiro, façam esse teste, aluguem, testem, tirem a dúvida se realmente é mais do mesmo ou não.
        Eu já comprei o meu.

    • Fabiano Loureiro

      tive essa semana toda de folga graças ao recesso da empresa, e havia comprado o assassins creed 1 e 2 para o ps3 numa promocao maluca da shopto.net, comecei a jogar o 1 e curti de inicio principalmente pela ambientacao, como sou meio maluco, gosto de fazer tudo que esta no meu alcance no jogo (menos ficar coletando itenzinhos, tenho nojo disso desde as gold skulltulas do zelda do 64,), com isso ficava travado nos cenarios, que em vez de fazer 3 missoes e prosseguir, sempre fazia as 6 e com isso o jogo se tornou altamente antipatico para mim, mesmo assim consegui termina-lo e tive uma sensaçao até legal no final (tipo dizendo que graças a deus acabei e querendo começar o 2 logo), estou jogando atualmente o AC 2 e digo que existem grandes melhorias em todos os aspectos do jogo, soh isso ja me cativou, pois era isso que esperava, eles parecem que fizeram um laboratorio no 1 e no 2 resolveram grande parte dos problemas, estou curtindo bastante até agora.

  • Fabiano Loureiro

    agora falando do cast em si, sobre as premiaçoes, fui quase completamente satisfeito pelos premios, quase tudo que achei que ia lever levou.

    gostaria de falar sobre duas categorias que acho mais interessante.

    melhor jogo do ano
    fiquei infinitamente feliz com o premio para o rdr, jogasse, emocao do começo ao fim, dlcs espetaculares e trilhha sonora de cair o cu da bunda,
    o unico jogo que tinha peito para bater de frente com o rdr foi o mass effect 2 (sendo esse o jogo mais epico que eu joguei na minha vida),
    o god of war 3 nao deveria nem ter chance de ganhar, pois ele nao inovou em nada, a nao ser no quesito grafico.
    nao joguei nem o halo nem esse call of duty (dizem que foi bem parecido com os outros)

    melhor empresa do ano
    estou feliz pra caramba com o desempenho da bioware, desde 1998 quando lançou o primeiro baldurs gate eu sabia que tinha muitas perolas para lançar,
    sinceramente nao acredito que ela ganho esse premio como consolaçao, acho apenas que ela fez mais que todas as outras empresas fizeram esse ano pelo mercado de games,
    trazendo novidades o tempo todo (DLC`s e tal), alem de esta produzindo o “port” do ME2 para ps3 e do KOTOR que esta me parecendo bastante promissor
    a rockstar sinceramente nao devia ganhar mesmo esse premio apenas por ter feito uma versao porquissima (graficamente falando) para o ps3 do rdr, por mais que eu tenha adorado o jogo
    nao posso fechar os olhos e dizer que a versao do ps3 eh igual a do x360, se comparar as duas da ateh dó da versao do ps3 heheheh
    bungie nao eh tao expressiva como bioware,
    a blizzar sim, seria uma campea que eu nao botaria defeito, com suas promocoes e lancamentos, mostra como se faz um mmorpg e um rts como ninguem faz, porem como a premiacao se baseia no quesito inovacao ela nao teria tanta chance mesmo

    alem da premiaçao em si gostei da ideia de existir uma categoria de premiar CG`s, a blizzard levaria todas hahhaha

    eh isso ae, eu tinha escrito um testo com o dobro do tamanho desses mais sem querer apertei o backspace e o navegador fudeu a minha vida.

  • Victor64

    O pessoal nem comentou categorias importantes da VGA: como melhor RPG. Infelizmente demonstrou a decadência dos JRPGs e como séries como Mass Effect e Fallout estão fortes.

    Também deveriam ter falado dos trailers que foram exibidos durante o evento – principalmente Uncharted 3 e Elder Scrolls V – que pra mim foram duas agradáveis surpresas.

    • Guilherme Costa

      Comentamos rapidamente sobre os vídeos, mas como são teasers somente, sem mostrar muitos detalhes, optamos por retirar essa parte e deixar os links no post.

      Quanto aos RPGs, realmente ninguém do cast havia nada de interessante a falar deles, por isso acabou ficando de fora.

      Abraços

  • Douglas Silva Neves

    Gosto dos enigmas para fazer no GOW mas o aperte um botão para fazer todos golpes me irrita, ai prefiro assistir outro jogando. Mesmo assim sempre fico com a boca aberta como o jogo é lindo graficamente e mereceu estar entre os ganhadores.

  • Ouvindo Nerdrops pela primeira vez nesse exato momento. Conheci vocês pelo MRG Especial de Aberturas (nada como uma participação especial para “espalhar a palavra”).
    Muito bom o cast! Na posição de “órfão” do podcast NowLoading, eu estava tentando vários outros casts de games e nenhum tinha me empolgado – até agora!.
    Bom que vocês ainda estão no número 9, então pra baixar todos os anteriores não será difícil.
    Parabéns pelo trabalho pessoal!

    Abraços!

    • Poxa cara, valeu mesmo! Seja bem vindo, e pode contar conosco pra qualquer coisa!

      Pelo visto terei que pagar uma breja pro Diogo!

  • BG

    qual o nome da penultima musica q toca no podcast? começa + – a 1:26

    • BG

      correção: 1 hora e 31

    • Todas as músicas desse cast são da trilha sonora do Super Meat Boy! Vou ver na ordem qual é!

      • BG

        valeu!

  • Primeira vez que vou ver o cast, estou na espectativa…
    depois digo o que eu achei.
    abraço.

  • Luiz Fernando

    Realmente o VGA fui muito mais que todos esperavam, mesmo não sendo da maneira que desejávamos, mas entre os mortos e feridos GOW se salvou!!! Muitos destaques que foram premiados não me agradaram, como Assassins Creed Brotherhood e ao meu ver o VGA foi “regular” e nada mais.

    Parabéns pelo Cast que foi exelente assim como os demais!

    Abraços e feliz ano novo para todos!

  • O programa foi esclarecedor, mas como toda premiação, sempre será problemática. Parabéns pelo programa!

  • Em primeiro lugar, seja bem vinda novamente Ira! É sempre bom ouvir seus comentários no meio desse bando de cuecas.

    Sobre a premiação devo dizer que alguns me agradaram e outros não, assim como todo evento do gênero. O grande problema é que a escolha dos vencedores é feita através de votação aberta a todos os gamers do mundo, o que transforma o prêmio em uma disputa de popularidade, nem sempre refletindo a qualidade deste ou daquele jogo. Eu votei em quase todas as categorias este ano.

    Concordo com o Fabiano ao dizer que Mass Effect 2 foi um dos games mais épicos que já joguei. Quem viu o final do jogo solta um PQP enorme. Grito este que se torna muito mais alto ao ver o espetacular trailer de ME3.

    A Bioware tem que ganhar sim melhor empresa por ter lançado grandes games e muitos DLCs de responsa durante o ano de 2010. Se preparem que ela deverá ganhar melhor empresa de novo pois em 2011 chegarão Dragon Age 2 (já comprado em pré-venda), Star Wars The Old Republic (MMO da franquia) e Mass Effect 3 (a conclusão da saga de Shepard), além de um DLC para ME2 que liga uma história na outra.

    O cast foi maravilhoso, ri horrores e me diverti ouvindo as opiniões de todos.

    Um abraço pixelado para todo mundo do Nerdrops Games!

  • p.s: Achei furada colocar Bioshock Infinite entre os mais esperados, afinal ele só será lançado em 2012. Portal 2 merecia ganhar sim (tenho uma tatuagem de Portal, então minha opinião não vale:)). Uncharted 3 e Mass Effect 3 não podiam participar pois só foram anunciados oficialmente no dia da premiação.

  • Ouço o Nerdrops há bastante tempo, mas não sei por que só fui ouvir o de Games agora. Gostei muito, ficou divertido e dinâmico. Sem dúvida acompanharei-los-ei religiosamente a partir de agora =D
    Super Meat Boy foi uma surpresa muito agradável. O jogo é exatamente o que vocês falaram: frustrante no bom sentido. E que trilha sonora, hein? Será que o editor desse episódio gosta dela? 😛
    Estou no hype de Portal 2 desde que anunciaram seu lançamento. Também fiquei animado com o vídeo que assisti do Bioshock Infinity há alguns meses (http://www.youtube.com/watch?v=ajCiS0_ssLE). Convenhamos, os trailers de Bioshock são sensacionais. Talvez com essa renovação a série ganhe um novo fôlego.
    No mais, um abraço!