Um site que não é lá.

Resenha | Garota Exemplar de Gillian Flynn

3

Bile e medo tomaram conta da minha garganta. Pensei comigo mesmo: Certo, vá em frente. (Nick Dunne) 

Sensação literária desde seu lançamento em Junho de 2012, com mais de dois milhões de cópias vendidas no primeiro ano, o livro Garota Exemplar (Gone Girl) escrito por Gillian Flynn é um thriller psicológico completamente perturbador. Há quem diga: “Leia Garota Exemplar e fique solteiro para sempre.”

Os personagens principais são Nick e Amy Dunne. Os dois se conheceram numa festa no Brooklyn e imediatamente se sentiram atraídos. Amy é linda, joga videogame, bebe cerveja barata, não exige que o parceiro seja um animal treinado e não faz cobranças. É formada em psicologia, escreve para uma revista e para ela dinheiro nunca foi problema. Seus pais escritores criaram uma série de livros chamada “Amy Exemplar” baseada em suas experiências reais. Apesar de se ressentir de ser o tema dos livros, aproveita o sucesso e a estabilidade financeira que a série trouxe.

Nick, jornalista cultural é “bonito e charmoso, dono de um grande sorriso − um sorriso de gato”, como a esposa o descreve. Em suas próprias palavras: “tenho um rosto que dá vontade de socar: sou um garoto irlandês da classe operária preso no corpo de um filhinho de papai babaca. Sorrio muito para compensar meu rosto, mas isso só funciona às vezes.” Criado em North Cathage, na infância conviveu com um pai agressivo e abusivo em relação à esposa e aos filhos, o que influenciou sua personalidade.

capa livroAfetados pela crise econômica, ambos perdem o emprego. O casal abandona Nova York e muda-se para a cidade natal de Nick onde ele abre um bar em parceria com sua irmã, usando o dinheiro da esposa.

A mudança de cidade coloca pressão na relação e a princípio encontramos Amy tentando se adaptar à nova realidade enquanto procura não desagradar o marido.

Então, no dia do seu quinto aniversário de casamento, Nick encontra a porta de casa aberta, a sala revirada e Amy desaparecida. A polícia começa investigar e estranha a reação de Nick, que não demonstra muita preocupação com o desaparecimento da esposa.

Como fazia todos os anos para comemorar o aniversário de casamento, Amy deixa pronta uma caça ao tesouro que acaba se revelando útil para desvendar seu paradeiro.

Nick tenta convencer a polícia de que nada tem a ver com o desaparecimento de Amy e afirma que seu casamento não tinha problemas.

Está instalado o suspense.

O livro é escrito em parte pelo diário de Amy, no passado, e relatos de Nick no presente, ambos falando diretamente com o leitor, portanto vamos acompanhando a visão de cada um a respeito das situações e temos que descobrir quem está mentindo. Sabemos que mentem um para o outro. Teriam mentido para nós também?

Pessoalmente gostei mais de ler as partes de Nick, que são mais sarcásticas ou ácidas.

O livro é refinado, escrito com inteligência e nos absorve. A autora mostra os desvios de uma mente sociopata e ainda levanta a reflexão sobre o quanto conhecemos alguém com quem convivemos, as máscaras nas relações e o papel de homens e mulheres quando formam um casal.

Não conhecer alguém muito bem pode ser prejudicial para uma relação, mas conhecer demais pode trazer muitos problemas se tais informações forem usadas para o mal.

Garota Exemplar será adaptado para o cinema por David Fincher com Ben Affleck no papel de Nick e Rosamund Pike como Amy.

A autora Gillian Flynn é ex-crítica de TV para o Entertainment Weekly e desde 2009 passou a escrever em tempo integral. Garota Exemplar é seu terceiro suspense, precedido por “Na própria carne” (Sharp Objects) (2007) e Dark Places (2010) que também será adaptado para o cinema com Charlize Theron como protagonista.

Ainda dá tempo de ler todos antes de saírem os filmes!