Um site que não é lá.

Resenha | Xbox + Kinect

4
Resenha | Xbox + Kinect

Quando peguei o Kinect em mãos pela primeira vez, vi que ele era maior do que imaginava, mas ainda assim num tamanho OK. O Black Piano como em tudo no mundo, ficou muito bem no Kinect.

Chegando em casa deixei ele acima da TV e liguei o console, logo que liguei o X360 mostrou duas atualizações disponíveis, uma para a Dashboard do console e outra para o próprio Kinect, após atualizar, fui nas opções do console para calibrar o Kinect. Assim que começa a calibração ele faz um teste para ver o espaço da sala, ele faz isso jogando sons por toda a sala, após isso fiz o reconhecimento de voz (até agora só disponível em alguns idiomas, PT-BR e PT-PT só em 2011), tudo muito rápido e fácil, na tela principal do console disse Xbox Kinect e ele sem demoras foi para a parque que é chamada de “Hub do Kinect”.

No “Hub do Kinect” ficam as opções básicas, iniciar jogo, Sincronizar Kinect, Logar usuário (que pode ser feito por reconhecimento facial, Inside Xbox (serviço da Xbox LIVE com explicações sobre o Kinect) entre alguns outro menos importantes.

Infelizmente não dá pra usar toda a Dashboard do Xbox 360 com o Kinect, só essa parte especifica, mancada da Microsoft, faltou também uma interface de clique, para selecionar algo, você mantém a mão em cima da opção e espera um circulo carregar, coisa de menos de um segundo.

Outra coisa que faltou é ele reconhecer Dedos, ele vê a mão como uma coisa unica, mas a Microsoft já confirmou que isso virá logo por atualização de Software.

Sobre Delays(os atrasos na resposta), lags e afins, você tem que forçar MUITO o Kinect pra sentir algo, ele sempre responde muito bem.

Esqueci de falar sobre a conexão do Kinect no Console, ele vem com dois fios e um extensor USB, da câmera sai um cabo que antes de chegar no console se divide em dois, um é a fonte que liga na tomada como qualquer eletrônico, sem conector especial, a outra ponta termina sem conexão, nela vem uma saída de um conector proprietário que conecta um cabo pequeno e este liga na USB do console, parece complicado, mas tendo tudo em mãos é bem facil.

No Xbox 360 Slim não tem essa complicação toda, na traseira do console tem uma saída chamada Kinect, só conectar o USB nela e nem precisa ligar a fonte dele a alimentação vem direto do console.

Kinect Adventures

Agora vamos falar do jogo que vem junto do Kinect.

Primeira coisa a se dizer é que ele não tem nada a ver com o Wii Sports, ele não tem nenhum modo igual ao do jogo que vem no Wii.

Kinect Adventures é um conjunto de minigames, não vou descrever cada um individualmente porque fica cansativo, mas posso dizer que todos funcionam muito bem, são games que não exigem de inicio movimentos muito complicados, mas depois de avançar alguns níveis fazem você suar fácil.

Serve bem para apresentar o Kinect, conhecer o que ele pode ou não fazer, fora que em todos os minigames em momentos específicos o Kinect tira fotos suas que são mostradas ao final da fase e essas fotos você pode enviar para o site KinectShare e compartilhar com quem você quiser, ruim que a maioria das fotos são tiradas quando você pula, então muitas cortam a sua cabeça nas fotos.

Uma coisa a que se acostumar, sempre que for jogar Kinect Adventures ele vai fazer uma calibração rápida do espaço que você tem pra jogar, uma distância de 1,80m da câmera é suficiente pra jogar no Single Player, pra jogar em Dupla é preciso 2m ou um pouco mais, dependendo do jogo.

Finalizando:
Muitos estão dizendo que o Kinect não é tudo aquilo que a Microsoft mostrava por vídeos, para essas pessoas eu só lamento por não conhecer uma coisa chamada Marketing, é claro que o Kinect não ia chegar no mercado fazendo tudo aquilo, mas é visível que ele pode facilmente fazer tudo aquilo, só depende da Microsoft ir atualizando o Kinect de tempos em tempos.

Outra coisa, o potencial do Kinect não vai depender somente dele, mas também das produtoras, diria até que depende mais das produtoras, o terrível Fighters Uncaged tá ai pra mostrar isso, um jogo mal programado e ainda com uma ideia péssima.

Eu me controlei e sempre mantive o pé no chão, então no final o Kinect atendeu ao que eu esperava e foi até além.

Compensa comprar o Kinect agora? Eu não sei dizer se vale ou não, isso vai de qualquer um, do uso que vai fazer, se os jogos já lançados valem a pena o investimento já.

Texto do leitor Leonardo Nerd

  • Sou dono de um PS3, mas sempre acreditei que para se aproveitar bem esta geração, seria interessantes ter todos (PS3, X360 e o Wii, sim, eu o incluo nesta geração). Pensando desta forme, planejava comprar um X360 este ano, mas depois de ver o Projeto Natal, resolvi esperar um pouco.

    Acompanhando o Review, acho interessante esperar mais alguns meses, só para tirar qualquer duvida, principalmente talvez uma baixa no preço, mas vejo o Kinnect com bons olhos.

    Ele certamente irá bem alem do que o Wii ou o PS3 com o seu Movie, poderiam ir.

  • LeonardoNerd

    Ficou excelente a edição do texto.

    Só pra constar, o texto original tem 3 páginas. LOL

  • Gabriel

    to loco pra comprar,

    mas preciso testar antes 😉

    ótimo post!

  • “ele faz um teste para ver o espaço da sala” – > eita porra! Sonar???

    Parabéns pelo texto, Leonardo!

    Pelo que andei conversando com quem testou, acho que é uma interface promissora para video-conferências. O autor também tem experiência anterior com o Wii, então já tem bastante propriedade para falar de sensores de movimentos.

    Um abraço!